Entre a justiça e o necrotério


#PraCegoVer: Fotografia de um homem segurando um cartaz marrom escrito com tinta amarela, azul e vermelha (cores da bandeira da Colômbia), a seguinte frase: “Si un pueblo protesta y marcha en medio de una pandemia, es porque su gobierno es mas peligroso que el virus”. Em português: “Se um povo protesta e marcha em meio a uma pandemia, é porque seu governo é mais perigoso que o vírus” (tradução livre). Ao fundo, há muitos manifestantes.

Fonte: https://pt.org.br/na-colombia-populacao-reage-nas-ruas-a-exploracao-neoliberal/


O mês de maio de 2021 foi marcado por manifestações na Colômbia. A apresentação de um projeto de reforma tributária do atual presidente Iván Duque ao Congresso foi o estopim para protestantes irem às ruas reivindicar essa ação. No entanto, eles foram recebidos com forte repressão da parte do governo, com muitos mortos e desaparecidos. Para entender a gravidade desta problemática, é de suma importância saber o que é a reforma tributária.


A reforma tributária é uma reforma político-econômica que visa à mudança da estrutura legislativa de cobrança de impostos, taxas e outras contribuições vigentes em uma nação, de modo que o sistema de tributação se modernize para que sejam corrigidos problemas de natureza econômica e social. Os impostos sugeridos pelo governo de Iván Duque foram justificados sob o pretexto de "salvar" a economia do país dos efeitos da crise histórica, intensificada pela pandemia do coronavírus. Porém, a população mais pobre é quem de fato sofre os efeitos da taxação. Por isso, na tentativa de evitar esta ação, milhares de manifestantes foram às ruas pressionar o governo e acabaram fortemente reprimidos, como apresentam os dados abaixo:

Fonte: https://www.brasildefato.com.br/2021/05/28/colombia-completa-1-mes-de-paralisacao-nacional-com-60-mortos-e-120-desaparecidos


Os tipos de repressões são diversas e possuem uma alta taxa quando são cometidas por policiais, pois, de 60 assassinatos, 43 “provavelmente” foram efetuados por esses. A partir daí, surge o questionamento sobre o servir e proteger que um PM deve oferecer à sociedade, pois as manifestações nas ruas que vêm ocorrendo nos últimos anos são fortemente reprimidas por quem na verdade está mais próximo de desamparar e espancar e, como consequência, tem-se números alarmantes de assassinatos não somente na Colômbia, mas em diversos países latino-americanos. A repressão em manifestação também ocorreu no mês de maio no Brasil. Um homem (que não participava do protesto), foi atingido no olho por uma bala de borracha disparada pela Polícia Militar de Pernambuco durante o protesto contra o presidente Bolsonaro, no Centro do Recife.


A dor do luto da guerra civil da Colômbia é retratada no documentário da plataforma Netflix, “Testemunha de um conflito” (Kate Horne, 2018). A perda de muitas pessoas que até hoje não foram encontradas e identificadas, além de depoimentos de familiares que ainda não superaram a perda são retratados na obra. A guerra civil colombiana presente no documentário ocorreu entre 1948 e 1958, e agora, nas manifestações de 2021, muitas famílias partilham do mesmo sentimento da perda. É cabível dizer que as pessoas assassinadas possuíam majoritariamente o mesmo perfil socioeconômico de origem mais humilde. Afinal, a luta pela democracia está na mesma linha da justiça e da bala perdida que sempre encontra os mesmos corpos? O presidente do país desistiu da proposta, mas o preço pago foi de 60 vidas.


Pâmela Vitória

Graduanda em Letras (FFLCH-USP) e bolsista do Projeto CineGRI.

#Manifestação #Protesto #Colômbia #Políciais #Vítimas #Assassinatos


Referências bibliográficas:


HOFFMANN, Gleisi. Na Colômbia, população reage nas ruas à exploração neoliberal. https://pt.org.br/na-colombia-populacao-reage-nas-ruas-a-exploracao-neoliberal/ (Acesso: 11/06/2021)


LARA, Rafaela. Colômbia: Entenda a crise e os motivos dos protestos nas ruas. https://www.cnnbrasil.com.br/internacional/2021/05/06/colombia-entenda-a-crise-e-os-motivos-dos-protestos-nas-ruas (Acesso: 11/06/2021)


DE MELLO, Michele. Colômbia completa 1 mês de paralisação nacional com 60 mortos e 120 desaparecidos. https://www.brasildefato.com.br/2021/05/28/colombia-completa-1-mes-de-paralisacao-nacional-com-60-mortos-e-120-desaparecidos (Acesso: 11/06/2021)




53 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo