VULNERABILIDADE SOCIAL: FOME, CRIMINALIDADE E A COVID-19

A saída do Brasil do Mapa da Fome da ONU em 2014 foi um ato extremamente importante e marcante para a história nacional e internacional, um feito conquistado bravamente e influenciado por diversas figuras ilustres ao longo de toda a história brasileira. O documentário “Histórias da Fome no Brasil” de 2017 do diretor Camilo Tavares e disponível no Globo Play, expõem esse panorama de perto, desde o Brasil Colônia até o Brasil de 2014.


#ParaTodosVerem: imagem mostra mulher com vestido de oncinha, que segura uma panela vazia com os dizeres “O Brasil tem fome, panelas vazias” Disponível em: https://cdnnbr1.img.sputniknews.com/img/07e5/04/1e/17435627_0:177:3234:2005_1920x0_80_0_0_145f8e77e07f37d3f5efa6470da6d876.jpg acesso em: 21/01/2022


Essa vitória, infelizmente, caiu por terra com a chegada da Covid-19 que trouxe de volta esse problema estrutural. Em 2020, uma pesquisa realizada pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar, indicou que 9% da população, cerca de 19,1 milhões de brasileiros, passam fome e que 55% convivem com algum grau de insegurança alimentar.

Esse quadro gravíssimo tem como principal fator estimulante a Pandemia, mas a crise política e econômica reforça o quadro: com o real desvalorizado, é vantajoso para o mercado internacional comprar alimentos do Brasil e os grandes produtores venderem para fora, assim, os produtores recebem em dólar, alimentam os próprios bolsos e desabastecem o mercado interno, uma prova disso foi a divulgação realizada pela FAO, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, de que o Brasil em 2020 foi o maior exportador de carne bovina no mundo. O quanto de carne vermelha você tem comido recentemente? Se a resposta for “pouca” ou “nenhuma”, ou você é vegetariano ou está sofrendo com a falta de um Estado minimamente regulador que se importa com o abastecimento interno.

A alta nos preços dos alimentos somados com uma crise energética e hídrica, encarece o custo de vida do brasileiro, adicione tudo isso ao desemprego e a uma pandemia que não dá sinais de desaparecimento e você terá o aumento da criminalidade. A SSP, Secretaria de Segurança Pública, divulgou que entre maio de 2020 e 2021, o Estado de São Paulo viu um aumento de 47% em roubo de celulares, sendo 17 celulares roubados por hora. Essa violência sistêmica poderia ser evitada com iniciativas públicas, como não é evitada, acaba gerando agressores e vítimas todos os dias.


#ParaTodosVerem: cena do filme ”Última parada 174”, mulher usando calça cinza, blusa preta, sandália preta e colares coloridos está sentada no painel azul frontal dentro de um ônibus e escreve com batom vermelho no vidro do condutor “ ele vai matar g…”. Quem está observando a cena do lado de fora do ônibus lê ao lado esquerdo da escrita da mulher as paradas do ônibus em “PÇA TIRADENTES, LAPA, P DO FLAMENGO, PUC, 174”

Imagem disponível em: https://s2.glbimg.com/_s_chx3iP-8Oxl9L5jU2MPWrCq8=/900x604/https://wp-globofilmes.tsuru.glbimg.com/uploads/2011/09/UP174onibus_baton03red.jpg


O filme “Última parada 174” de Bruno Barreto, baseado na realidade do sequestro do coletivo 174, da zona sul do Rio de Janeiro, retrata como a violência do sistema influencia a vida de um garoto, que toma medidas extremas e criminosas. Frente tudo ao que foi exposto, chegamos à conclusão que bons governantes, preparados e qualificados são capazes de mudar um país e a vida de seus habitantes. Assim, é de fundamental importância que em outubro de 2022 você faça a escolha certa. Julia Lopes, graduanda Superior Tecnológico em Marketing e bacharel em Letras Português-Coreano FFLCH- USP


#Eleições2022, #HistoriaDaFomeNoBrasil, #Criminalidade, #Covid19, #UltimaParada174


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


FREITAS, Gabriele Carvalho de. NETO, Luiz Alves Araújo. D ́AVILA, Cristiane. Fome no Brasil: a incerteza da comida na mesa em um país assolado pela Covid-19. Casa de Oswaldo Cruz. Disponível em: http://www.coc.fiocruz.br/index.php/pt/todas-as-noticias/1953-fome-no-brasil-a-incerteza-da-comida-na-mesa-em-um-pais-assolado-pela-covid-19.html acesso: 21/01/2022 Brasil é o 1º exportador mundial de carne bovina e o 4º produtor de grãos. Agro em dia. Disponível em: https://agroemdia.com.br/2021/06/11/brasil-e-o-1o-exportador-mundial-de-carne-bovina-e-o-4o-produtor-de-graos/ acesso: 21/01/2022


BORTOLOTTO, Bernardo. DIAS, Gianvitor. PASCHOALINO, Ronaldo. Estado de SP tem aumento de 47% no número de roubos de celulares entre maio de 2020 e 2021. Bom Dia SP. Disponível em: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2021/07/06/estado-de-sp-tem-aumento-de-47percent-no-numero-de-roubos-de-celulares-entre-maio-de-2020-e-2021.ghtml acesso em: 21/01/2022


SERAFINI, Mariana. Seis filmes sobre a violência no Brasil. Disponível em: https://vermelho.org.br/2015/09/25/seis-filmes-sobre-a-violencia-no-brasil/ acesso em: 21/01/2022


22 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo